terça-feira, 17 de novembro de 2009

TEMOS PASTOR - 2ª PARTE



Bem pessoal,

No sábado passado comecei falar sobre o pastoreio do Senhor; o vimos como PROVIDENTE. Vamos continuar?
Vejamos mais uma faceta do Senhor, nosso Pastor.


2. Ele é Guia (3b – 4) - Em segundo lugar, o Senhor é o Guia e nós somos os viajantes. Há uma caminhada, há uma estrada a percorrer, mas não sabemos o caminho, não chegaremos ao fim, a menos que sejamos guiados. E temos um Guia, o Senhor; Ele é quem se põe a nossa frente, nos direcionando na caminhada. O texto diz: Guia-me pelas veredas da justiça. Aqui mais uma vez vemos a confiança do salmista de que estava sendo guiado por Jehovah. Há no coração desse servo a mais pura convicção da direção de Deus em sua vida.
Imediatamente após falar sobre a direção do Senhor, Davi, como se quisesse tirar de si qualquer merecimento, brada: Por amor do seu nome! Em Ezequiel 36.22: "Dize, portanto, à casa de Israel: Assim diz o Senhor Deus: Não é por amor de vós que eu faço isto, ó casa de Israel, mas pelo meu santo nome, que profanastes entre as nações para onde fostes".
Que bela declaração de amor feita pelo Senhor ao Seu Santo Nome. Deus ama a si mesmo de forma infinita e inexplicável e por amor a Si, ele nos guia. Não o faz por merecimento nosso e sim para sua própria glória.
Conduzir-nos pelas veredas de justiça, antes de tudo, alegra o coração do Senhor, pois Ele o faz para seu próprio prazer. Amados, o verso quatro traz a tona uma outra verdade que se lida isoladamente nos será desagradável, mas quando compreendida em sua totalidade reforçará a certeza que o Senhor nos guia. Ainda que eu ande no vale da sombra da morte... Por acaso Davi está dizendo que poderemos passar por aflições imensas? Sofrimentos de morte? Sim, ele está. Mas como? Somos guiados pelo Senhor! Somos seus peregrinos! Por que isso acontece? Eis, a resposta, mais uma vez nas palavras do reformador João Calvino: "Os verdadeiros crentes, ainda que habitem seguros sob a proteção de Deus, estão, não obstante, expostos a muitos perigos, ou melhor, são passíveis de todo gênero de aflições que sobrevêm à humanidade em comum, para que eles possam melhor sentir o quanto necessitam da proteção divina". É interessante perceber que Davi ao supor que pode vir a passar por sofrimentos, diz ter certeza da presença do Senhor, do seu Pastor e Guia. Há pois uma certeza presente no coração desse servo: Tu estás comigo! É como se ele falasse: Olha, se na minha caminhada eu tiver que passar por um vale da morte (CERTAMENTE PASSAREMOS POR ISSO), por adversidades tremendas, por aflições atemorizadoras, não terei medo; estou sendo guiado pelo Senhor, O Supremo Pastor, o meu Deus. Aqui mais uma vez é exaltada a providência divina e reafirmada a confiança do rei no Senhor. O Deus de Israel garante ao viajante sua chegada ao fim. Não há como ser guiado por Ele e se perder em meio ao vale da morte, não há como ser devorado pelo caminho. como diz a canção: "ainda que vier nuvem traiçoeira, se a cruz pesada for, Cristo estará contigo...!!".
No restante do verso, o salmista diz de que forma o seu Guia o mantém em segurança. Davi faz uso de outras figuras sobre o pastor; ele diz que o bordão e o cajado do Senhor o consolam. Assim é nos dito que enquanto estiver exposto a algum perigo, contará com suficiente defesa e proteção, estando sob o cuidado pastoral de Deus. O bordão servia para combater animais ferozes e o cajado para dirigir o rebanho. Por diversas vezes, como ovelhas rebeldes que somos, pensamos em "fugir" da direção do Pastor, em seguir o nosso próprio caminho, pois há caminhos que aos nossos olhos são bons, mas Ele, o nosso Guia, arrasta-nos, puxando-nos irresistivelmente e nos guarda debaixo de sua poderosa mão.
Não há como negar que em algum momento o crente fiel se sente amedrontado em meio aos perigos da vida. Davi certamente os experimentou, mas havia em seu coração a certeza da proteção e direção divinas. O grande rei, era um pequeno servo confiante da direção do Deus de sua vida.
Que o nosso Pastor continue direcionando sua vida, preparando-lhe para o grande dia!!

Deus nos cuide!

Um abraço,

Pr. Caco


Fonte: Postado originalmente no Ortopraxia, o blog do Pr. Caco.

Nenhum comentário:

Seguidores