terça-feira, 8 de setembro de 2009

O Caminho Do Amor



Depois de alguns dias sem escrever nenhuma "carta" resolvi "conversar" novamente. Hoje dirijo minhas palavras aos cristãos de modo geral, principalmente aqueles que começam agora a trilhar os caminhos sob a direção do Pastor de Israel. Todos serão representados pelo Léo, um jovem amigo que tem aprendido mais acerca da vida com Deus. Vamos lá...

Fala Léo,
Como você tá meu mano? E aí? Como anda a vida? Diz como tem sido essa fase de sua vida, onde todas as coisas surgem como novidades? Sei quem você tem passado a vivenciar coisas diferentes, e que tudo pode parecer bem confuso no começo, mas saiba que o Pastor cuidará de sua vida em todos os momentos e não deixará que você se perca, que saia das boas mãos dEle.
Meu amigo, quero compartilhar com você hoje acerca dalgumas verdades sobre o imenso amor com que Deus nos amou. Mais precisamente gostaria que você parasse um pouco nessa sua vida agitada, sentasse num cantinho, seja ele qual for e se debruçasse por alguns instantes diante da Palavra de Deus e contemplasse o que chamo de "Caminho do Amor". Quero que leia alguns textos da Escritura Sagrada e adore ao Senhor que lhe amou e que deu seu Filho único para que você tivesse convicção de vida eterna (João 3.16).
A Bíblia nos ensina que com o pecado de Adão todos os seus descendentes nasceram em pecado, consequentemente em condenação, em morte eterna (Gênesis 3). Uma imediata consequência do pecado foi a perda da comunhão com Deus. A relação de amizade entre Deus e a humanidade deu lugar a inimizade. Perdemos o direito de filhosperdemos a intimidade com Deus!
Sabe Léo, estávamos perdidos, sem a menor possibilidade de nos achegar ao trono da graça. Não poderíamos em hipótese alguma atingir o padrão de santidade exigido pelo Senhor, porque nossas obras são manchadas pelo pecado. Mas em Genesis 3.15 o Senhor já demonstrou de sua graça ao prometer que o "descendente" da mulher esmagaria a cabeça da serpente (que a Bíblia vai nos informar mais tarde ser o próprio Diabo – Apocalipse 12.9).
Olhe comigo para a Bíblia e veja algumas paisagens no Caminho do Amor:
1. O AMOR DEMONSTRADO NA ENCARNAÇÃO DO DEUS FILHO – Lendo o Evangelho de João, vemos que Deus cumpriu essa promessa. O Verbo de Deus, o Deus filho fez-se carne, habitou entre nós e deu-nos o privilégio de sermos filhos de Deus (João 1.1-14). O apóstolo Paulo diz que em Cristo nós fomos adotados (Efésios 1). Sabe alguém pode dizer que se Jesus era Deus não foi difícil habitar entre nós. Mas esse pensamento desconsidera totalmente o fato de que ao habitar entre nós Cristo humilhou-se, vivenciou em sua própria carne todas as mazelas da pecaminosidade humana. Ele suportou aqui as consequências de pecados que jamais, em tempo algum cometeu. Por que? Por amor!
Meu querido, contemple a maravilhosa paisagem desse amor "Emanuel – Deus conosco". Ele chorou as nossas dores, lamentou nossa incredulidade, amou-nos com um amor incondicional, imutável. Tanto nos amou que veio humilhar-se em nosso lugar.
2. O AMOR DEMONSTARDO NA MORTE DO CORDEIRO DE DEUS – João Batista diz que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Cristo deu-se na cruz voluntariamente para retirar de sobre nós o escrito da dívida; dívida essa que jamais, por mais retos que tentássemos ser, poderíamos pagar. Jesus Cristo sofreu na cruz do Calvário a justa ira do Pai contra os meus e os seus pecados. Ele se intitula "O BOM PASTOR" (João 10), e sendo o que é, deu a vida por você.
Feche os olhos meu mano e contemple por alguns instantes a paisagem do Deus todo Poderoso (ELE EM NENHUM MOMENTO DEIXOU DE SER DEUS), caminhando exausto, abatido, chicoteado, humilhado, atribulado, suportando as dores que o Pai fez cair sobre Ele por amor a você. Trilhe os caminhos das ruas acidentadas de Jerusalém e contemple seu Deus caminhando como ovelha muda para o matadouro e consiga, meu mano, não chorar diante de tão grande prova de um amor imensurável, inesgotável e completamente imutável.
Ele tanto lhe amou que morreu para que você tivesse vida, que suportou na cruz as dores do inferno para que, pelo castigo dEle houvesse paz para nós, para que pelas suas pisaduras pudéssemos ser sarados (Isaías 53) e para nos desarraigar desse mundo perverso nos transportando para o reino da Luz (Gálatas 1).
3. O AMOR DEMONSTARDO NA SEGURANÇA QUE ELE NOS PROPORCIONA – Você já leu Romanos 8? Não? Pare por um instante e leia atentamente esse texto. Ande devagar e colha algumas pérolas lançadas para nosso deleite. Os versos 28 a 39 fazem com que contemplemos a pérola da maravilhosa segurança que Ele nos confere.
Quem pode nos separar do amor de Deus? Quem pode agora, depois que o Cordeiro habitou entre nós e deu-se na cruz, nos acusar, nos condenar? NINGUÉM! Deus é quem nos justifica! Glória a Deus!!
Léo, em momento algum na sua caminhada cristã deixe de colher nesse texto a preciosa jóia da segurança. Nós não somos cristãos porque somos retos, bonzinhos, merecedores do amor de Deus (DEFINITIVAMENTE NÃO MERECEMOS NADA DE DEUS! NADA!!); nossa certeza que não seremos batidos não está baseada em virtudes inatas ou adquiridas aos longo de nosso caminho de vida. A fortaleza está no amor de Deus que não nos permite perdermos-nos de suas maravilhosas mãos graciosas.
Esteja certo que nada pode lhe separar do amor que está em Jesus Cristo nosso Senhor!
4. O AMOR DEMONS
TRADO NA ESPERANÇA DE SUA VOLTA – Meu irmão Léo, olhe o quadro perfeito que nos faz viver em intensidade de alegria a caminhada cristã. Contemple a esperança que Ele nos dá. Ele voltará (Atos 1.6-11). A Escritura nos garante em diversos textos que o Cordeiro que se deu na cruz voltará cheio de glória e nós habitaremos com Ele para todo sempre (Apocalipse 5; 21,22).
O apóstolo Paulo diz que essa esperança é motivo de consolo para todos aqueles que um dia se dobraram diante de Cristo e o reconheceram como Senhor de suas vidas (1Tessalonicenses 4.13-18). Viva essa certeza meu querido amigo. Tenha plena convicção que um dia um BOM PASTOR voltará e que você ouvirá dele: "Venha a mim bendito do meu Pai!!".
Meu sincero desejo para sua vida meu amigo é que em todos os instantes os seus caminhos sejam trilhados com os olhos fitos naquele que nos amou tanto que habitou entre nós, morreu por nós, nos dá segurança e esperança.
Que você possa em cada dia andar pelo CAMINHO DO AMOR!



Grande Abraço,
Pr. Caco
Nota: texto orginal no Ortopraxia, o blog do Pastor Caco.

Nenhum comentário:

Seguidores