terça-feira, 21 de abril de 2009

O Pai Nosso - pt. 4



Mateus 6

11...E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;

Nota: Bíblia Sagrada - Almeida Revista e Corrigida (ARC)


Figura Mulher prostrada segurando a borda das vestes de um homem

Continuamos com a nossa série sobre a oração do Pai nosso, tratando sobre um tema muito importante: o perdão. Diria que o perdão é algo fundamental para se obter uma vida Cristã comprometida e alcançar as verdadeiras bençãos que Deus tem para nos dar.

Mas então, como podemos proceder com a oração do Pai nosso se muitas vezes mentimos quando recitamos esta parte?! Muitos insistem em repetir essa oração à exaustão mas se esquecem do real significado que Jesus quis nos passar. É preciso que haja o perdão sincero entre irmãos, para que Deus possa nos perdoar também. É muito fácil pedir para ser perdoado por Deus ou por um sacerdote, quando o coração ainda continua cheio de mágoas e ressentimentos, e não libera o perdão de verdade.

Uma alma que não libera o perdão sincero nunca poderá ser perdoada, pois esse é o princípio para se alcançar o perdão de Deus. O próprio Cristo nos instruiu a isso, para que praticássemos o perdão entre nós e assim pudessemos ser perdoados por Deus, dos nossos muitos pecados.

Portanto, meu caro leitor, não espere ser perdoado por Deus enquanto você não limpar o seu coração de toda mancha e liberar o perdão sincero para aqueles que te fizeram mal. Experimente fazer isso e você verá o que Deus pode fazer em tua vida.

Que Deus abençoe a todos. É bom estar de volta.


Nenhum comentário:

Seguidores