sábado, 28 de fevereiro de 2009

Jesus: O Bom Samaritano



Lucas 10

30     E, respondendo Jesus, disse: Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu nas mãos dos salteadores, os quais o despojaram, e espancando-o, se retiraram, deixando-o meio morto.
31     E, ocasionalmente descia pelo mesmo caminho certo sacerdote; e, vendo-o, passou de largo.
32     E de igual modo também um levita, chegando àquele lugar, e, vendo-o, passou de largo.
33     Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão;
34     E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem, e cuidou dele;
35     E, partindo no outro dia, tirou dois dinheiros, e deu-os ao hospedeiro, e disse-lhe: Cuida dele; e tudo o que de mais gastares eu to pagarei quando voltar.
36     Qual, pois, destes três te parece que foi o próximo daquele que caiu nas mãos dos salteadores?
37     E ele disse: O que usou de misericórdia para com ele. Disse, pois, Jesus: Vai, e faze da mesma maneira.

Nota: Bíblia Sagrada - Almeida Corrigida e Revisada Fiel (Ed.1994)

Imagem O Bom Samaritano

Essa é a parábola do Bom Samaritano. E é comum lermos essa passagem e refletir sobre a ação do homem que teve misericórdia. Mas, convido você a se colocar no lugar do homem que foi assaltado e deixado quase morto na estrada. E então você pode dizer: "Mas nunca fui assaltado e nem muito menos ferido e deixado quase morto." Porém você, com certeza, já testemunhou situações de violência emocional e/ou psicológica; palavras destrutivas ao espírito. E assim você se encontra quase como um morto à deriva.

Daí, essa é a hora em que esperamos que alguém nos ajude. Só que muitas das vezes até mesmo quem teria a "obrigação" de fazê-lo, não o faz. O levita e o sacerdote demonstram isso, de maneira que eles viram a situação de tal homem, mas passaram pelo outro lado do caminho. Talvez ele pensasse: "O levita não me ajudou... Nem mesmo o sacerdote!". E assim provavelmente podemos pensar de alguma pessoa próxima que seria um refúgio certo.

Mas na parábola surge um personagem que chegou onde estava o homem e teve piedade dele. Aproximou-se, cuidou das feridas, colocou-o sobre seu próprio animal, levou-o para a hospedaria e pagou todas as despesas. Assim é Jesus em nossas vidas. Ele nos vê com misericórdia e cuida de nossas feridas. Ele sabe o remédio correto e a medida exata para nossas dores. O samaritano pôs o homem no seu animal, Jesus nos põe em Seus braços, nos leva a um lugar seguro e nos deixa livres de qualquer dívida, culpa ou acusação.

Abrigo, Refúgio, Lugar Secreto, Torre Forte, Salvação, Proteção, Escudo, Fortaleza, Socorro bem presente na hora da angústia. Esse é Jesus quando desfrutamos de experiência com Ele.

Desejo que você desfrute de quem tanto te quer ver bem.

Jesus te abençoe.
Abraços!

Thales Gadioli

Um comentário:

Isaac Marinho disse...

Graça e paz!
Começou bem, hem!?

Que Deus continue te abençoando.

Um abraço.

Seguidores