sábado, 8 de agosto de 2009

A armadura de Deus I



Efésios 6

  10 Finalmente, fortaleçam-se no Senhor e no seu forte poder. 11 Vistam toda a armadura de Deus, para poderem ficar firmes contra as ciladas do Diabo, 12 pois a nossa luta não é contra seres humanos, mas contra os poderes e autoridades, contra os dominadores deste mundo de trevas, contra as forças espirituais do mal nas regiões celestiais. 13 Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo. 14 Assim, mantenham-se firmes, cingindo-se com o cinto da verdade, vestindo a couraça da justiça 15 e tendo os pés calçados com a prontidão do evangelho da paz16 Além disso, usem o escudo da fé, com o qual vocês poderão apagar todas as setas inflamadas do Maligno. 17 Usem o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus.


Nota: Bíblia Sagrada - NVI (Ed. 2001).

Cavaleiro 
Imagem obtida na internet, o link conduz ao contexto original.

Que a graça e a paz do Senhor Jesus estejam sobre a sua vida.

Estava lendo a Bíblia, quando me deparei com o trecho em destaque e reparei como Paulo comparou os meios da graça, os recursos dos quais dispomos para o bem da nossa vida espiritual, com uma armadura: a armadura de Deus.

Em um tempo como este, em que se fala tanto em batalha espiritual, é necessário entendermos até onde nossa vida pode ser comparada a uma batalha, que tipo de inimigo nós estamos enfrentando e quais equipamentos e armas estão disponíveis, para montarmos nossa defesa e dispersarmos o que nos impede de prosseguir na nossa caminhada.

Antes de qualquer coisa, nós vivemos sim em batalha, mas a nossa luta não é contra seres humanos, e sim contra toda sorte de influências malignas que subjugam a humanidade distante de Deus, lançando-a numa escuridão densa e mortal. Nossa luta não é contra supostos infiéis ou contra impostores, mas é contra tudo o que é capaz de cegar o entendimento do homem e fazê-lo escravo: nossa luta é contra o Diabo.

Mas a batalha espiritual, travada aqui, nada tem a ver com lutas entre anjos e demônios que disputam por domínios territoriais. Nossa batalha diária é contra a hipocrisia da religião fingida e contra a loucura do secularismo exacerbado; é contra as heresias e os modismos, e contra o legalismo e a frieza espiritual; é contra a falta de amor a Deus e ao próximo, é contra a ignorância que leva ao materialismo, e é contra toda oposição que se faça contra a graça e a verdade reveladas em Cristo. E a nossa luta também é contra nós mesmos (i.e., nossa natureza carnal), pois se não cuidarmos de nos dominar, incontroláveis, agiremos segundo nossas paixões e nos afastaremos de Deus.

Sabendo disso, somos convidados, através desta série de reflexões, iniciada aqui, a refletir e procurar nos revestirmos da verdadeira armadura de Deus. Aguardem os textos seguintes nos quais vamos buscar compreender a importância da armadura de Deus, fazendo menção de cada item e sua finalidade.

A batalha continua...

Que Deus abençoe você.

Um abraço.

2 comentários:

Paladyno disse...

Pecamos porque somos tentados, só cedemos à tentação porque não estamos preparados. Não podemos vacilar e estar sempre prontos para a batalha espiritual e saber quem é o nosso verdadeiro inimigo.
Muito bom este texto que nos lembra de nossa luta diária e como devemos lutá-la.

Isaac Marinho disse...

Olá, jovem Paladyno!

Paz seja contigo!

Realmente, precisamos nos preparar para enfrentar a batalha diária, e ter certeza de que em Deus somos mais que vencedores. Ele mesmo providenciou os meios que nos conduzem à vitória, só precisamos utilizá-los.

Revista-se da completa armadura de Deus!

Obrigado pela visita e pelo comentário.

Que Deus continue te abençoando.

Um abraço.

Seguidores