domingo, 3 de maio de 2009

A fé que age



Marcos 10

46 Então chegaram a Jericó. Quando Jesus e seus discípulos, juntamente com uma grande multidão, estavam saindo da cidade, o filho de Timeu, Bartimeu, que era cego, estava sentado à beira do caminho pedindo esmolas.

47 Quando ouviu que era Jesus de Nazaré, começou a gritar: "Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!"

48 Muitos o repreendiam para que ficasse quieto, mas ele gritava ainda mais: "Filho de Davi, tem misericórdia de mim!"

49 Jesus parou e disse: "Chamem-no". E chamaram o cego: "Ânimo! Levante-se! Ele o está chamando".

50 Lançando a sua capa para o lado, de um salto pôs-se em pé e dirigiu-se a Jesus.

51 "O que você quer que eu lhe faça?", perguntou Jesus. O cego respondeu: "Mestre, eu quero ver!"

52 "Vá", disse Jesus, "a sua fé o curou". Imediatamente ele recuperou a visão e seguiu Jesus pelo caminho.

Nota: Bíblia Sagrada - Nova Versão Internacional (NVI).


Foto Escultura Batimeu

Que a graça e a paz do Senhor Jesus estejam sobre a sua vida.

Temos ouvido muitas expressões como "fé ativa", "fé inteligente", "fé viva" etc, que alguns usam para fazer propaganda de uma 'vida sem problemas' que eles alegam ter sido prometida por Jesus. As expressões até fazem sentido, pois a fé que Deus nos deu produz ações (é ativa), está aliada à razão (é inteligente) e está presente em todas as áreas da nossa vida e não somente na vida religiosa (é de fato viva); mas tais conceitos nada têm a ver com uma suposta 'vida livre de dificuldades', até porque somos discípulos de Jesus e se Ele experimentou dificuldades, o que nós podemos esperar? Enfrentrá-las e vencê-las, assim como ele venceu.

33 "Eu lhes disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo".

(João 16 - NVI)

O que nos faz ter essa paz e essa confiança diante das aflições da vida é a fé. Mas a fé nos faz agir também; ela nos dá disposição para tomarmos certas atitudes necessárias, diante dos problemas da vida. Podemos aprender com a história de Bartimeu algumas lições maravilhosas sobre a fé, a fé que realmente age. Em linhas gerais, podemos notar que:

I - A 'fé que age' enxerga oportunidades (v. 46-47): Bartimeu, que era cego, vivia mendigando à beira de uma estrada, mas quando soube que Jesus passava por ali, pela fé, 'enxergou' uma oportunidade para si.

II - A 'fé que age' aproveita oportunidades (v. 47): Mas Bartimeu não ficou somente em perceber a oportunidade, ele aproveitou-a como pôde. Naquela ocasião, a fé o levou a clamar de maneira que fosse ouvido (isto não é um incentivo à prática de orações em alta voz, mas da 'oração adequada' - aquela que parte do coração).

III - A 'fé que age' não perde o foco (v. 48): O foco daquela atitude de fé, a princípio, era chamar a atenção de Jesus, mas algumas pessoas se incomodaram com a atitude de Bartimeu. Contudo, mesmo diante da oposição de muitos, ele permaneceu firme naquele propósito de fé (a fé dele não era cega nem muda, nem surda, era determinada).

IV - A 'fé que age' produz mudanças no indivíduo (v. 49-50): Bartimeu já havia conseguido a atenção de Jesus, agora ele tinha esperanças de, por meio de um milagre, ser reintegrado à sociedade. Então ele deixou seu posto de mendigo e foi ao encontro de Jesus. Note a mudança de atitude; ele sempre ficava ali, pedindo e esperando que alguém lhe desse alguma esmola, mas agora ele larga sua capa e seu posto de pedinte e, pela fé, vai de encontro àquele que poderia mudar a sua sorte.

V - A 'fé que age' pede o necessário (v. 51): Aquele homem vivia de esmolas, recebia ajuda de um e de outro; a cegueira lhe impedia de ter uma vida digna como um trabalhador que pudesse se sustentar por seus próprios esforços. O interessante é que ele poderia pedir qualquer coisa a Jesus (uma esmola grande talvez), mas ele pediu a cura da sua cegueira.

VI - A 'fé que age' alcança o que busca (v. 52): A resposta de Jesus foi imediata e deixou claro que a fé de Bartimeu foi o meio para alcançar a cura.

VII - A 'fé que age' é grata (v. 52): Ao declarar a cura daquele homem, Jesus disse: "Vá", ou seja, você está livre. Mas a gratidão do que creu foi mais forte e o fez seguir a Cristo pelo caminho.

Aí está. A 'fé que age', a 'fé que produz efeitos', a 'fé eficiente e eficaz' sempre nos leva a Deus. É por meio dessa fé que vivemos e vencemos, pois ela sempre leva o homem à comunhão com o Senhor e nEle suportamos todas as coisas (Filipenses 4.11-13).

13 Tudo posso naquele que me fortalece.

(Filipenses 4 - NVI)

4 O que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo: a nossa fé.

(1 João 4 - NVI)

Que Deus te abençoe em nome de Jesus.

Um forte abraço.

Nenhum comentário:

Seguidores