segunda-feira, 10 de novembro de 2008

Três coisas imprescindíveis para a realização do trabalho do Senhor - 2



Após levantares os teus clamores a Deus, com confiança e fé, tu precisas agir. Como agir? Trabalhe. Para realizar a obra do Senhor, tu precisas…

2º - Trabalhar (Neemias 4.6)

Leiamos Neemias 4.6: "Assim edificamos o muro; e todo o muro se completou até a metade da sua altura; porque o coração do povo se inclinava a trabalhar".

Após Neemias ter orado, entregando ao Senhor a vida dos seus inimigos para que essa situação fosse resolvida, vemos algo interessante: o povo judeu sabiamente fechou seus ouvidos para essas zombarias e escárnios e começou a trabalhar com afinco. Por quê? Porque seus corações estavam totalmente cheios da missão de Deus e se inclinavam ao trabalho com garra. Eles não tinham tempo para prestar atenção a essas zombarias bobas nem tinham espaço no coração para guardá-las. Seus corações estavam cheios do grande propósito do Senhor, que era o restabelecimento dos muros. Eles tinham um FOCO bem definido, um claro objetivo a ser atingido.

Depois que oraram, eles prontamente começaram a trabalhar! Não pararam nem perderam tempo com coisas secundárias. Eles entenderam que deviam trabalhar e foram adiante. Que confiança!

Comparo a atitude dos judeus na reconstrução do muro com a atitude do Semeador (de Mateus 13), na parábola do Semeador. "O semeador saiu a semear". Que maravilhoso! Saiu para semear. Não para discutir o solo; não para computar seu salário; não para contar os dias até as suas próximas férias; não para uma análise introspectiva da sua psique e do relacionamento entre ela e as condições exteriores; não para ficar se perguntando o "porquê" de alguns gostarem dele só um pouco, outros bastante e outros quase nada. Meu amado – o semeador saiu para semear, o professor saiu para ensinar, o líder saiu para liderar, o pregador saiu para pregar, o zelador saiu para limpar, o grupo de louvor saiu para cantar, o diácono saiu a servir, os edificadores saíram para edificar e, aqui neste caso, edificar os muros destruídos de Jerusalém! Não é ativismo, é força e aptidão para a realização da obra de Deus através do Espírito Santo! Nunca devemos esquecer das ricas palavras de Tiago: "A Fé, sem obras, é morta!" Depois que confiaram ao Senhor os problemas, não ficaram sentados, contemplativos, ou somente esperando que a obra por si só fosse realizada. Começaram a trabalhar com coragem e determinação.

Oração e ação; Fé e trabalho.

Mas a coisa não ficou por aí. Os trabalhadores reconstroem o muro até a metade de sua altura original. Então, a dupla Sambalate e Tobias, havendo fracassado nas suas tentativas de intimidar e fazer os judeus recuarem, planejam liderar um ataque de um exército inimigo contra Jerusalém. Neemias foi informado do ataque e mandou o povo orar e montar guarda constante. A situação se agrava e alguns judeus se desanimam com a quantidade de escombros que devia ser retirada e os inimigos fazem planos para penetrar sorrateiramente entre eles e matá-los.

Mais uma vez, oração e ação. Neemias coloca guardas armados em áreas expostas e incentiva os judeus a confiar no Senhor. Que grande fé! Que obstinação! As zombarias de Sambalate e Tobias se tornam em intimidação física e, além disso, os pedregulhos surgiram –mais um problema dentre os muitos a serem resolvidos e ao invés de pararem, eles encaram o problema e planejam a forma de remove-los.

Sabe, queridos, muitas vezes pensamos que os problemas eventualmente desaparecerão se os ignorarmos. Às vezes, como estratégia, podem dar até certo. Todavia, chega um determinado momento em que precisamos tomar decisões mais sérias, posicionamentos mais firmes, estratégias e decisões mais ousadas, sempre orando ao Senhor, que dá a todos sabedoria em não joga em rosto.

Da mesma forma, hoje em dia quando colocas em teu coração se dispor ao trabalho do Senhor, alguns problemas "menores" vão sendo resolvidos e outros "maiores" vão surgindo também. Quando as investidas de satanás começam a ficam mais sérias, o caminho da ORAÇÃO permanece o mesmo, mas talvez na parte da AÇÃO, tu tenhas que ser mais rígido e mudar a estratégia para uma estratégia mais ousada. Estou falando em atitudes mais eficazes, não estou falando em agressividade. Perceba que todas as atitudes que Neemias tomou foram proativas, e que em nenhum momento ele e sua equipe se prepararam para atacar seus inimigos, não tinham tempo para isso. Na realidade, eles estavam bem preparados para se defenderem e, mais ainda, para continuarem a obra que Deus tinha colocado em seus corações. Por que? Porque trabalhavam em um foco bem definido, tinham um propósito muito claro e não podiam perder tempo com suposições e devaneios. Trabalhar com prioridade e foco definido. As prioridades eram os muros e as portas!

Assim como Neemias, quando as diversidades surgirem, tu não podes perder o foco da missão que Deus te confiou ou simplesmente cruzar os braços. Por causa dos problemas, não invista em atividades secundárias, não desvies a rota, não faça outra coisa ou, pior ainda, não pare!

Quando tu fores testemunhar de Jesus e as pessoas forem de encontro a ti, tentando refutar tudo o que dizes em tua mensagem; ou muitos outros que não queiram nem te receber e "batam a porta na tua cara", apesar de tudo, meu irmão, não desista! Mude a estratégia, mas não perca o foco e nem pare!

Nos departamentos da igreja, quando faltam os recursos (principalmente os financeiros), as pessoas tendem a se desestimular e a fazerem outras coisas secundárias, perdem o foco de suas ações com muita facilidade.

Os grupos de louvor perdem o foco. Vemos grupos na igreja que só duram no máximo três anos, por que? Porque deixam de trabalhar e perdem o foco. Ao invés de louvarem o criador, louvam a criatura. Cantores e instrumentistas se esqueceram que o foco é trabalhar para o louvor e o engrandecimento do nome de Deus, mas, ao invés disso, se tornam especialistas no louvor de si mesmos. São insubmissos e inconstantes e, como sabemos, o fim é o fracasso!

Não podes parar. No livro de Lucas 9.61 temos a mensagem de Jesus nos afirmando que "… Ninguém que lança mão do arado e olha para trás é apto para o reino de Deus", e no livro de Hebreus 10.38b diz que – "…e se ele recuar, a minha alma não tem prazer nele." Não pare!

Visite: Pastor C@ssé

Nenhum comentário:

Seguidores