quinta-feira, 11 de setembro de 2008

Bem-aventuranças V



"Bem aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia."
(Mateus 5.7 - NVI)

E cá estamos, ao pé do Mestre. Que o nosso coração esteja pronto para receber seus ensinos. E o Mestre acaba de nos ensinar que os "misericordiosos" são muito felizes, pois eles alcançarão a "misericórdia".

Lição bastante simples e que nos faz lembrar de um dito popular: "Colhe-se o que se planta"; nas palavras do apóstolo Paulo:

"... Pois o que o homem semear, isso também colherá."
(Gálatas 6.7 - NVI)

E a semente em questão é conhecida, a semente da "misericórdia". Em outras palavras, o que Jesus ensinou foi que aqueles que "semeiam a misericórdia" (ou seja, os "misericordiosos") são pessoas "muito felizes" ("bem-aventurados"), pois "colherão o que plantaram" (isto é, "obterão misericórdia"). Simples, claro e objetivo como somente Ele poderia ensinar.

Se qualquer um de nós quer experimentar a misericórdia de Deus, o caminho a seguir é o do exercício da misericórdia. Mas o que é a misericórdia? Misericórdia é a capacidade de "compadecer-se da desgraça alheia"; é "o retrato de um coração que sofre com a miséria de outrem", e é um dos atributos de Deus. Deus é misericordioso! (Confira em Êxodo 22.27b e 34.6; Salmo 116.5).

"Sejam misericordiosos, assim como o Pai de vocês é misericordioso."
(Lucas 6.36 - NVI)

Todos os que são chamados filhos de Deus, devem exercitar a misericórdia; assim nos tornamos mais parecidos com o Pai, e experimentamos a misericórdia também.

Ainda meditando nas palavras de Cristo, posso fazer menção de um comportamento que adotamos sem nos aperceber de sua gravidade: "Nos consolamos olhando para as desgraças alheias". Falta-nos a misericórdia quando olhamos para o aflito e simplesmente dizemos: "Graças a Deus que não é comigo!" ou "Ainda bem que não estou passando por tal aperto!" ou "Não fique triste, existem pessoas em situação pior."; em vez de dizermos: "Senhor, tenha misericórdia dessa alma!", ou "Senhor, tem compaixão desse aflito!", o que seria uma intersessão e um ato de misericórdia.

Também devemos nos lembrar desta misericórdia quando formos ofendidos; pois quando pecamos e ofendemos ao Deus Santo, tudo o que pedimos é a Sua misericórdia (vide Mateus 18.21-35). Todo ofensor não passa de um "miserável pecador", e a estes devemos demonstrar misericória; pois também éramos assim antes de recebermos a Cristo.

E fica a lição: quer obter (experimentar) a misericórdia? Exercite-a!
Seja misericordioso, e você será "bem-aventurado".

Que a graça e a paz e a misericórdia sejam multiplicadas sobre você, em nome de Jesus. Amém!

Um abraço.

Nenhum comentário:

Seguidores