domingo, 22 de março de 2009

Adorando ao Pai



João 4

21 Jesus declarou: "Creia em mim, mulher: está próxima a hora em que vocês não adorarão ao Pai nem neste monte, nem em Jerusalém.

22 Vocês, samaritanos, adoram o que não conhecem; nós adoramos o que conhecemos, pois a salvação vem dos judeus.

23 No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura.

24 Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade."

Nota: Bíblia Sagrada - Nova Versão Internacional (NVI).


Foto Mulher com as mãos levantadas

Que a graça e a paz do Senhor Jesus Cristo sejam multiplicadas a você.

O trecho do Evangelho que citei fala sobre adoração. Mas o que vem a ser a adoração e quais os elementos essenciais dela? E mais, o que constitui uma adoração autêntica? É o que quero transmitir a você através deste texto.

Em linhas gerais, e no contexto do trecho citado, adorar tem o sentido de prestar culto a Deus; mas isto você já sabia. Agora podemos partir para um outro ponto, vamos tratar dos elementos essenciais à adoração de acordo com a citação. Algo que vemos logo no início é o local de culto. A adoração ocorria em um determinado local; para os samaritanos era um monte, para os judeus era o templo de Jerusalém.

Um local para se prestar culto a Deus sempre fez parte da história da fé; os patriarcas levantavam altares e marcavam os lugares (como Betel) onde adoravam a Deus, o povo de Israel ao caminhar pelo deserto tinha o tabernáculo (um templo móvel) e depois que se estabeleceram em Canaã, no tempo do rei Salomão, foi erguido o primeiro templo de Jerusalém. A adoração era exercida em determinados locais. Mas Jesus diz que "chegaria a hora que nem o monte nem Jerusalém seriam os locais de adoração". E a hora chegou; onde devemos adorar a Deus? A resposta é, onde quer que nosso corpo esteja.

19 Acaso não sabem que o corpo de vocês é santuário do Espírito Santo, que lhes foi dado por Deus, e que vocês não são de si mesmos?

20 Vocês foram comprados por um alto preço. Portanto, glorifiquem a Deus com o seu próprio corpo.

(1 Coríntios 6 - NVI)

Nosso corpo é um templo, é o tabernáculo que temos, é morada do Espírito Santo (casa de Deus). Onde quer que estejamos, estaremos em um local de culto. Mas há outro entendimento sobre isto, devemos ter cuidado com nosso corpo, não devemos fazê-lo instrumento de pecado; não devemos dar, emprestar, vender e nem mesmo alugar nosso corpo ao Diabo. Adoremos a Deus com nosso corpo, lembrando de que ele nos foi dado por Deus, e é santuário e morada do Espírito de Deus.

Outro elemento da adoração é o ser adorado. Na adoração bíblica temos Deus como centro de nossa adoração; toda adoração converge para Ele. Mas neste ponto, há dois fatores determinantes, os quais são a e a razão. Adoramos a Deus porque cremos nEle e sabemos quem Ele é. Crer em Deus é o primeiro passo (os samaritanos criam), mas conhecer também é necessário (os judeus conheciam). A palavra de Deus nos revela o suficiente para crermos e conhecermos ao Deus de nossas vidas, o centro da nossa adoração. A adoração prestada a Deus deve ser exclusiva, por fé e entendimento, e também deve ser fruto de um amor sincero por Ele.

8 Jesus respondeu:" Está escrito: 'Adore aos Senhor, o seu Deus, e só a ele preste culto' "

(Lucas 4 - NVI)

27 Ele respondeu: " 'Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todas as suas forças e de todo o seu entendimento'..."

(Lucas 10 - NVI)

Assim a adoração autêntica é prestada por aqueles que têm consciência de que são templo e morada do Espírito, aqueles têm Deus como centro de sua adoração (não repartem ela entre outros seres), que creem em Deus e O conhecem. Adorar a Deus em espírito e em verdade é aplicar nossa vida, dedicando tempo, atenção, amor sincero, fé, gratidão dentre outras coisas de grande valor (não falo de bens materiais, isto não é essencial à adoração) ao Deus que nos tomou por filhos, e a quem devemos chamar de Pai.

Adorar a Deus é de fato desfrutar da comunhão que Ele nos proporciona, prestando a Ele um culto de fé e entendimento, cheio de gratidão e amor.

Que o Senhor ache em nós verdadeiros adoradores.

Que Deus abençoe você com toda sorte de bençãos espirituais.

Um abraço.

Nenhum comentário:

Seguidores